sexta-feira, 15 de junho de 2018

Exame



Quero contar uma situação engraçada que ocorreu semana retrasada, fui ao HCPA (Hospital de Clinicas de Porto Alegre) onde faço tratamento, realizar a espirometria um exame que mede a capacidade pulmonar. Como de costume fui me pesar antes do procedimento e confesso que não foi o peso ideal ( embora eu já tivesse notado antes de subir na balança!) 

Sei que é importante saber o peso pra acompanhar o desenvolvimento da doença, mas agora me digam: não seria melhor pesar depois? É provável que o peso mexa com o emocional, se estou magra demais sinal que algo está errado, se estou acima do peso também não é legal, tem que estar dentro do famoso "meio termo" o que pra mim é um saco, nunca fui uma pessoa meio termo em nada!

Então fiquei pensando: quanto o emocional pode ajudar ou atrapalhar? Né?! 




Fonte da imagem: http://nedmed.info/article/espirometria-suspira-salva-vidas

2 comentários:

  1. Concordo com você, tenho uma filhinha de 1 ano e 4 meses que descobriu a Fibrose Cística aos 9 meses, e de lá pra cá tem sido uma batalha diária, especialmente em relação ao peso dela. Teve momentos que eu e meu esposo pesávamos ela diariamente e quando acontecia dela perder peso, era um abalo emocional muito grande, que atrapalhava até a rotina diária. Agora pesamos ela apenas uma vez por semana, e graças a Deus ela tem ganhado peso, e nós temos nos melhor emocionalmente.
    Parabéns, pelo Blog e pelo exemplo de Luta e Superação. Um Abração!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juliana! Muito obrigada pelo teu comentário, fico feliz em saber que tua filha está bem, ganhando peso :) é uma luta diária mesmo mas não se pode desistir nunca! Muita saúde pra nós! Um abraço!

      Excluir